Destaque do Dia

Roberto Amaral: Fui vítima de ataque, que me apontou como artífice de suposta conspiração contra Marina Silva. Ricardo Noblat pretendeu, em sua manifestação, tornar verídica sua infundada tese, valendo-se de frase que atribuiu a Eduardo Campos, hoje morto. Mortos não se defendem, tampouco atacam...Continua>>>

Marido da Marina Silva e Roseana Sarney são acusados pelo MPF de irregularidades na extinta Sudam

Ex-Governador do Maranhão José Reinaldo Tavares e o processo do marido
da Marina Silva

Ontem, no debate da Record, a candidata Marina Silva acusou a Dilma
falando em escândalos de corrupção.

Mas Dilma respondeu à altura dizendo que se comportou na Casa Civil,
da mesma forma que Marina se comportou no Ministério do Meio Ambiente,
pois Marina também teve casos de corrupção na venda de madeira ilegal
no período em que esteve no ministério, e teve que afastar
funcionários.

Quando acusa, a Marina se esquece de que o seu marido que, no mesmo
processo que a Roseana Sarney, é acusado pelo Ministério Público
Federal por irregularidades na extinta Sudam. Veja mais abaixo o
processo no STF.

Essas informações foram publicadas no blog do ex-governador do
Maranhão José Reinaldo Tavares:

"O técnico agrícola Fábio Vaz de Lima, casado com a ex-ministra Marina
Silva, tem algo em comum com a senadora Roseana Sarney: é acusado de
irregularidades na extinta Sudam. Lima e Roseana teriam beneficiado
ilegalmente a Usimar em São Luis, com recursos do Fundo de
Investimentos da Amazônia. O processo, com onze volumes, envolve
também o marido de Roseana, Jorge Murad.

Esse foi um dos maiores escândalos do governo de Roseana, embora longe
de ser o único. E o sistema Mirante nunca falou disso. Ficou
caladinho. O número do Protocolo é 2004/39053 e a data de entrada no
STF é de 13/04/ 2004. O número do processo é 200137000080856 e a
origem é o Maranhão. São 11 volumes com 3097 folhas e 19 apensos. O
requerente é o Ministério Público Federal. São muitos os requeridos e,
entre eles, Roseana Sarney Murad e Jorge Francisco Murad Junior.

Lembram-se da Usimar? Era para ser uma grande indústria de fundição. O
valor aprovado foi de mais de R$ 600 milhões. E a Roseana para
garantir a aprovação do projeto contra o parecer dos técnicos da Sudam
exigiu que a reunião da Sudam fosse realizada aqui onde o projeto
acabou aprovado, sob pressão da governadora. A Sudam chegou a liberar
R$ 40 milhões que sumiram sem explicação. Só ficou um calçadão no
local. Está indo bem devagar, mas deve andar.

(...)"


O trecho de texto acima diz que o valor aprovado foi mais de R$ 600
milhões. Mas, na placa colocada no canteiro da obra diz que o valor é
de R$ 1.380.054.840,00. Veja no link abaixo a foto do local,
completamente abandonado, com o valor da obra na placa:


Curiosidade:

Veja que na mesma relação do STF dos acusados pelo MPF de improbidade
administrativa, além do nome da Roseana Sarney e do Alexandre Firmino,
marido da Sra. Lina Maria Vieira, está o nome do técnico agrícola
Fábio Vaz de Lima, marido da Sra. Maria Osmarina Marina Silva Vaz de
Lima ou ex-Ministra Marina Silva e candidata à presidência:

"PROCEDÊNCIA
Número: PROC/200137000080856
Orgão de Origem: SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
Origem: MARANHÃO
Volume: 11 Apensos:19 Folhas:3097 Qtd.juntada linha: 0
SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
Ramo do Direito
Assunto
DIREITO ADMINISTRATIVO E OUTRAS MATÉRIAS DE DIREITO PÚBLICO | Atos
Administrativos | Improbidade Administrativa
Folhas 3097
Data de Autuação 19/04/2004

PARTES
Categoria Nome
REQTE.(S) MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
REQDO.(A/S) ROSEANA SARNEY MURAD

(…)

REQDO.(A/S) FÁBIO VAZ DE LIMA

(…)

REQDO.(A/S) ALEXANDRE FIRMINO DE MELO FILHO"


O STF enviou o processo para a Vara Federal do Maranhão em 09/09/2008.
Mês que vem fará um ano que o processo está parado no Maranhão:

"Guia: 11344/2008

Data de Remessa: 09/09/2008
Data de Recebimento: 09/09/2008"


Posso imagina o que a velha imprensa faria com essa informação se
fosse com a Dilma.
por Stanley Burburinho