Charge da hora

  Por que a ciência econômica ainda não desenvolveu uma vacina para imunizar os pobres do vírus da inflação?

Mercado Pago

Mercado Pago teu Banco e tua Casa Lotérica na palma da  mão.

O slogan perfeito para empresa.

Espero que se utilizarem reconheçam a autoria e me renumerem justamente. 

P.S: vocês também deveriam abrir representações nas cidades. Desde ja se ponho a disposição. 

Sucesso. 

Att.
Joel Leonidas Teixeira Neto 


Gordofobia

Tão ou mais ridículo quanto o bordão "Você é ridículo" é o termo "Gordofobia".
Quem tem medo de gordo?
Vocês conhecem alguém que tenha?
Eu não conheço.
Agradeço quem deixar o nome de alguém que tenha, nos comentários.

O marceneiro

 Um homem tinha medo de ir para a cama todas as noites, porque sentia que havia alguém debaixo de sua cama. Cansado disso, ele foi ver um psicólogo e explicou:
  - Doutor tô problemas sérios.  Cada vez que vou para a cama penso que tem alguém debaixo da minha cama e não consigo dormir. Tenho medo.  Eu estou ficando louco?
 - Está não. Deixe comigo, em doze meses vou curá-lo. Venha se consultar três vezes por semana e eu vou curar tua fobia.
  - E quanto vou pagar doutor? 
  - Barato.  Apenas 500 reais por sessão.
  -OK.  É um pouco caro, mas se me cura, vale a pena.
  
 Seis meses depois, ele encontrou o médico no cinema.
  - Olá! Você parou de ir ao meu escritório depois da terceira vez.  Por que não voltou?
 - Bem, doutor, 500 reais por uma visita três vezes por semana, durante doze meses é muito dinheiro. Então, consultei um amigo do bar que frequento,  ele é marceneiroeiro e me curou de uma vez, de graça. Fiquei tão feliz, com o dinheiro economizado comprei um carro.
 
  - "Não me diga", disse o psiquiatra, algo irônico e irritado.
 - E como é possível que um marceneiro que só conhece madeira o tenha curado?
 - Ele simplesmente me mandou cortar as pernas da cama, para que ninguém coubesse mais lá embaixo. Fiz o que ele mandou e o medo acabou!💥

Mensagem do dia

Lençóis no varal

     "Enquanto tomavam café, a mulher reparou através da janela em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido:
      - Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! 
     Está precisando de um sabão novo. 
     Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
     O marido observou calado.
     Alguns dias depois, novamente, durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e a mulher comentou com o marido: 
     - A vizinha continua pendurando os lençóis sujos! 
     Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
     E assim, a cada dois ou três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.
     Passado um tempo, a mulher se surpreendeu ao ver os lençóis muito brancos sendo estendidos e empolgada foi dizer ao marido: 
     - Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que outra vizinha ensinou?
     O marido calmamente respondeu:  
     - Não... Hoje eu levantei mais cedo e lavei os vidros da nossa janela!

     Moral: 

     Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir, verifique seus próprios defeitos e limitações. 
     Olhe antes de tudo, para sua própria casa, para dentro de você mesmo.
     Lave sua vidraça. CUIDE da tua Vida. NÃO SE META NA VIDA 
     DOS OUTROS...
Desconheço a autoria. Quem souber que deixe o nome nos comentários pra que eu possa dar o crédito merecido

Proteção ao meio ambiente

👏👏👏Na fila do supermercado, o caixa diz a uma idosa:
- A senhora deveria trazer suas próprias sacolas para as compras, uma vez que
sacos de plástico não são amigáveis com o meio ambiente.

A senhora pediu desculpas e disse: 
É porque não havia essa onda verde no meu tempo.
O caixa respondeu: 
- Esse é exatamente o nosso problema, minha senhora. Sua geração não se preocupou o suficiente com o nosso meio ambiente.

- Você está certo - respondeu a senhora. Nossa geração não se preocupou adequadamente com o meio ambiente. Naquela época, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso, e eles, os fabricantes de bebidas, usavam as garrafas, umas tantas outras vezes.
Realmente, não nos preocupamos com o ambiente no nosso tempo. 
Até as fraldas de bebês eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis. A secagem era feita por nós mesmos, não nestas máquinas secadoras elétricas. A energia solar e eólica é que realmente secavam nossas roupas. 
Mas é verdade: não havia preocupação com o ambiente, naqueles dias. Naquela época tínhamos somente uma TV ou rádio em casa, e não uma TV em cada quarto. E a TV tinha uma tela de 14 polegadas, não um telão do tamanho de um estádio; que depois será descartado, como não sei.
Na cozinha, tínhamos que bater tudo com as mãos porque não havia batedeiras elétricas, que fazem tudo por nós. Quando enviávamos algo frágil pelo correio, usávamos jornal velho como proteção, e não plástico bolha ou pellets de plástico que duram cinco séculos para começar a degradar.
Naqueles tempos não se usava motor a gasolina para cortar a grama, era utilizado um cortador de grama que exigia músculos. O exercício era extraordinário, e não precisava ir a uma academia e usar esteiras que também funcionam à eletricidade.
Mas você tem razão: não havia naquela época preocupação com o meio ambiente. Bebíamos água diretamente da fonte, quando estávamos com sede, em vez de usar copos plásticos e garrafas pet que agora lotam os oceanos.
Na verdade, não tivemos uma onda verde naquela época. Naquele tempo, as pessoas tomavam o bonde ou ônibus coletivos e os meninos iam em suas bicicletas ou a pé para a escola, ao invés de usar os pais como serviço de táxi 24 horas. 
Então, não é incrível que a atual geração fale tanto em "meio ambiente", mas não queira abrir mão de nada e não pense em viver um pouco como na minha época!

Agora que você leu esse desabafo, envie para os seus amigos que têm
mais de 50 anos de idade, e para os jovens que tem tudo nas mãos e só sabem criticar os mais velhos!!!

Uma aula gratuita ministrada por uma idosa considerada ultrapassada...

Autor desconhecido.

Indagação

A pergunta que não canso de repetir É possível envelhecer sem amor?

Eu acho ser impossível viver sem amor, e você o que tem a dizer?

Deixa tua opinião nos comentários.
Obrigado!

Amor

Só canta quando eu quero
Porque o Belo não está em mim
O belo está em ti!
Te Amo;