Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 16, 2016

Briguilinks

Isto é porcalismo
A respeito mentiras que a revista istoé veicula na edição de hoje sábado (16/07) com o título "As mordomias ilegais da família de Dilma" assessoria da presidente...Leia mais>>>

Rir é o melhor remédio
Noivo escreve um poema para noiva um pouco antes do casamento, e recebe a responta da noiva também em forma de poesia...Leia mais>>>

A ditadura midijudiciária
"...quando a delação não for comprovada e for vazada para constranger, com o réu preso, com as contas bloqueadas e a família desesperada, quando for apenas para livrar o bandido da cadeia, para trocar personagens, contar narrativas mentirosas, citar fatos que não têm nada a ver, apenas para lavar o dinheiro pilhado, como algumas delas, evidentemente a pena precisa ser agravada e a delação até desfeita"...Leia mais>>>

Revista (?) isto É porcalismo

A respeito da revista IstoÉ, que veicula neste sábado, 16 de julho, a matéria "As mordomias ilegais da família de Dilma", a Assessoria de Imprensa da Presidenta Dilma Rousseff anuncia: 1. Serão tomadas as medidas legais cabíveis na Justiça contra o repórter, a direção da revista e a Editora Três. Mais uma vez, IstoÉ comete mau jornalismo e tenta provocar comoção na opinião pública atacando a honra da Presidenta Dilma Rousseff e seus familiares. 2. Não se pode expor de maneira desonesta e vil a honra de pessoas. Ainda mais aquelas que, ao contrário da Editora Três, não travam a luta política e partidária. IstoÉ continua a praticar ficção e romper a fronteira da legalidade em nome da liberdade de imprensa. O resultado é mau jornalismo. 4. Diante disso, a Assessoria de Imprensa da Presidenta Dilma Rousseff esclarece: ao contrário do que informa IstoÉ, a segurança dos presidentes da República no Brasil, assim como de seus familiares, é assegurada por determinação legal. 5. Dilma…

Rir é o melhor remédio

O noivo escreveu um poema pra noiva um pouco antes do casamento:Que feliz sou eu, meu amor!
Já, já estaremos casados.
O café da manhã na cama.
Um bom suco e um pão torrado.Com ovos bem mexidinhos.
Tudo pronto bem cedinho.
Depois irei para o trabalho.
E você para o mercado.Daí você corre pra casa.
Rapidinho arruma tudo.
E corre pro seu trabalho.
Para começar o seu turno.
Você sabe que de noite.
Gosto de jantar bem cedo.
De ver você bem bonita.
Alegre e sorridente.Pela noite minisséries.
Cineminha bem barato.
Nada, nada de shoppings.
Nem de restaurantes caros.Você vai cozinhar pra mim.
Comidinhas bem caseiras.
Pois não sou dessas pessoas.
Que gosta de comer besteiras.Você não acha, querida.
Que esses dias serão gloriosos?.
Não se esqueça, meu amor.
Que logo seremos esposos!.Como resposta, a noiva escreveu um poema para o noivoQue sincero meu amor!.
Que oportunas tuas palavras.
Esperas tanto de mim.
Que me sinto intimidada.Não sei fazer ovo mexido.
Como sua mãe …

A ditadura midijudiciária não tem limites

Não importa quem disse e por qual motivo disse:
"...quando a delação não for comprovada e for vazada para constranger, com o réu preso, com as contas bloqueadas e a família desesperada, quando for apenas para livrar o bandido da cadeia, para trocar personagens, contar narrativas mentirosas, citar fatos que não têm nada a ver, apenas para lavar o dinheiro pilhado, como algumas delas, evidentemente a pena precisa ser agravada e a delação até desfeita."
Mas, o fato é que está absolutamente correto.
Porém vem logo um miquinho pena-paga de alguma famiglia midiática e critica quem defende essa opinião com o chavão: 
"Fulano, beltrano e ciclano investe contra a lava jato".
Muito bonito.
Que tal se alguém resolver acusar policiais federais, procuradores e o juiz (?) responsável pela Operação de embolsar ilegalmente recursos da Petrobras que foram devolvidos pelos ladrões confessos, teria de provar ou isso não vem ao caso?
Basta acusar, não é preciso provar?
E falando nisso…