Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 29, 2017

Carta de Lula ao jornalixo Josias de Souza

(...) O senhor tem feito declarações que transitam entre a ironia e a baixaria, cheias de desrespeito e mentira contra a memória da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia. O objetivo é o mesmo já há alguns anos: ter protagonismo profissional em uma imprensa parcial — a mesma que apoiou um golpe parlamentar rejeitado pela população — e perseguir politicamente o ex-presidente Lula, talvez pelo temor e inconformismo diante de sua liderança nas pesquisas eleitorais. Mas mesmo neste jornalismo parcial seria importante algum limite ético e humano, por exemplo, não desrespeitando com mentiras pessoas que já faleceram. Lula jamais acusou ou usou sua esposa de "álibi". Quem acusou, injustamente, sua esposa foram os procuradores da Lava Jato chefiados por Deltan Dallagnol, que o fizeram em processos sem sentido sobre pedalinhos e imóveis que jamais foram da família Lula, para tentar atingir o ex-presidente. Nem Lula nem Dona Marisa cometeram qualquer crime. Errada foi a divulgação de c…

Quadrilha de Curitiba é humilhada no Canadá

Prêmio que a força-tarefa da operação lava jato disputava no Canadá vai para um único jornalista do Azerbaijão
Não nos iludamos. O Prêmio Allard da Universidade de British Columbia, no Canadá, é um instrumento ideológico da economia global, que busca colocar países emergentes sob o denominador das economias centrais. 
O tal “Combate à Corrupção” é mais um cavalo de batalha do imperialismo mercantil. Podem as economias centrais ver, no caso delas, a corrupção como comportamento desviante que enfraquece o standing das grandes corporações do capital em suas complexas sociedades. Mas o que elas insistem em ignorar é que a corrupção, entre nós, é consequência de uma sociedade profundamente desigual e que seu enfrentamento longe do esforço de inclusão social e do reforço às regras do devido processo legal e do julgamento justo só aprofunda a desigualdade e acirra o autoritarismo, destruindo empregos e a democracia.
Ainda assim é importante jogar com as contradições do discurso ideológico. Ao…

Frase do dia

"Não fiz com eles o que eles fizeram com Dilma", Rodrigo Maia.
A frase acima foi dita pelo presidente da Câmara em entrevista ao jornal Valor Econômico, sobre o seu partido (Demo) não ter abandonado Michel Temer quando da primeira denúncia da PGR - Procuradoria-Geral da República -, apresentada por Rodrigo Janot.

A carta de Palocci ao PT é mais uma fraude da lava jato

Uma carta que não representa Antonio Palocci, por Gustavo Conde
A se ponderar.
Acabo de ler a carta de Palocci na íntegra. 
Posso dizer com toda a segurança e com toda a técnica que a ciência linguística da interpretação de textos pôde me deixar em 12 anos de estudo e pesquisa: trata-se de uma das maiores fraudes que já testemunhei. 
A carta não apenas NÃO é da autoria de Palocci: é pessimamente redigida (redigida às pressas), composta por compilações igualmente mal redigidas de senso comum plantado anos a fio em editoriais de jornal.  Palocci apenas assinou, provavelmente sem ler, sem questionar. 
É um escândalo terrificante, digno das ditaduras mais totalitárias e sanguinárias. 
Desmascarar esse texto fraudulento é das tarefas mais fáceis da análise de texto forense. 
A voz que dali emana não é a de Palocci. 
E não é porque ele continua sendo o "velho" Palocci ou coisa parecida. 
É porque os indícios de autoria não são compatíveis com sua identidade textual pregressa, a qual todos…

Os intocáveis

Os donos da lei, por Carlos Motta
Nós, cidadãos comuns, podemos punir um prefeito ladrão não votando nele numa outra eleição.  É possível proceder da mesma forma com um vereador, um deputado ou senador - o sujeito pisou na bola, cartão vermelho para ele. O problema de fiscalizar e punir ocupantes de cargos públicos se complica quando a gente chega no Poder Judiciário e no Ministério Público. Como é possível para um cidadão ordinário, mesmo aquele ficha limpíssima, exemplar contribuinte da Receita Federal e cumpridor emérito de suas obrigações em relação ao Estado, reclamar de um abuso policial ou de uma decisão estapafúrdia de um juiz? No Brasil, esqueçam - isso é simplesmente impossível. Não é que não haja instâncias ou departamentos ou órgãos para isso - é que eles não funcionam, foram aparelhados para defender as corporações, fazem de tudo para dificultar o acesso de nós, os insignificantes. Que importa para nós os tais de Conselho Nacional de Justiça e Conselho Nacional do Ministério Púb…

Briguilinas do dia

***

Corruptos da Câmara estão lambendo os beiços *** Impopularidade de Michel Temer encarece votos  "O Governo Temer é sustentado apenas pelo apetite do mercado financeiro, a ... Rocinha e a competência ímpar do Ministro da Defesa Algumas horas antes do Exército entrar em ação diante das câmeras na favela da Rocinha (RJ), uma moradora deu o seguinte depoimento: ... Moro, Dallagnol e cia: quadrilha de falsários Depois de provar que pagou a mulher e ao amigo de Moro o doleiro Tacla Duran prova que a quadrilha de Curitiba falsificou documentos. Confi... Dinheiro para manutenção do Michê no Palácio do Planalto O chefe da quadrilha do Pmdb da Câmara, Michel Temer vai liberar mais de hum bilhão e duzentos milhões em Emendas para barrar a segunda den... Mensagem da noite Quando tocamos em algo, deixamos nossas impressões digitais. Quando tocamos as vidas das pessoas, deixamos a impressão digital da nossa alm... Aécio e FHC tem 101% de certeza da honestidade de Temer e Gilmar