Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 3, 2012

Maria Helena Rubinato Rodrigues de Souza, por Joel Neto

Antes de mais nada esclareço que não faço parte do grupo que admira Maria Helena RR de Souza. Ao contrário, nada em sua vida desperta em mim o sentimento da admiração.
Não reconheço em suas atividades estudantis, nem nas posteriores, nada que a torne credora da gratidão dos brasileiros. Por que falo nela? Porque estou impressionado com a ignorância com que o assunto Rubinato desarticulista do Blog vem sendo tratado. Que falta faz uma boa instrução! Através dela saberiam que as primeiras linhas – e o fio condutor – ocorreram ao autor de Dom Quixote quando ele estava preso por falcatruas financeiras. Espero não ser preciso dizer que o romance de Cervantes é a obra-prima das obras-primas da Literatura Universal! Oscar Wilde escreveu seu mais belo poema, De Profundis, de dentro de uma cadeia, a mesma descrita em A Balada do Cárcere de Reading. Jean Genet, na prisão, escreveu Notre-Dame-des-Fleurs. Um de nossos maiores escritores, Graciliano Ramos, autor do célebre Memórias do Cárcere, escreveu…

Usurpador, petralha, nazi-petralha, apedeuta analfa consegue emprego

By
Infelizmente nobres confrades e fiéis seguidores deste sagrado sítio dos bons costumes e da boa gramática de Shakespeare, nossos mais sombrios sonhos se tornam realidade. Segundo um site turco-comunista (de um aliado ao turco-comunista que quer usurpar o trono de Dom José na pauliceia), um famosos analfabeto nonedáctilo foi convidado para escrever semanalmente em um jornal Continua>>>

A superpotência chinesa

Um chinês pequenininho e amarelo chega para uma puta e pergunta: — Quanto cloba poruma noite toda? — A noite toda? Coitado! Você não agüenta nem cinco minutos! — Chinês güenta. Quanto é? — Como você é fraquinho e pequenino... 50 reais, vai. E lá se foram. O chinês a leva para o hotel onde estava hospedado. Despem-se, ela deita-se e, surpresa, o chinês, todo nu, começaa fazer ginástica: — Um... Dois... Tlês...Nisto passa por debaixo da cama, salta para cima dela e pimba dá uma! Salta novamente para fora e recomeça a ginástica: — Um... Dois... Tlês...Passa de novo por debaixo da cama, salta para cima dela e tunga, duas. Recomeça a ginástica e assim por diante. Já na sétima. A puta coitada, já estava toda ardida. Pensou: Porra, este china nunca mais pára. Já não agüento mais. O segredo deve estar na ginástica." E se vira para ele: — Ei, peraí! Vem tu pra cama que agora eu vou fazer ginástica. Assim foi. O chinês deita-se e ela começou a ginástica: — Um... Dois... Três...Passa por baixo da c…

Num dos butecos da vida

O matuto entrou num buteco e pediu três doses de cachaça da "boa". Bebeu uma atrás da outra. Quando acabou de engolir a terceira, pediu mais três. O dono do buteco disse:
- Não faça isso, faz mal.
- Eu sei... Principalmente com o que tenho.
- E o que o senhor tem?
- Apenas um real.

O Google Wallet pode ter cartão físico

do Olhar Digital


Vazaram imagens do possível aplicativo do Google Wallet, o serviço de pagamento virtual da companhia, e junto delas uma indicação de que a novidade também trará um cartão físico de plástico como acessório.

Segundo o site Android Police, o cartão funcionaria normalmente com crédito e débito, mas poderia armazenar dados de todos os cartões do usuário. Desta forma, a pessoa pode andar apenas com o cartão do Google e na hora da compra usar as informações cadastradas nele.

De acordo com o site, o cartão poderá realizar pagamentos através de um comando na tela do smartphone (“tap and pay”). Ele ainda traz a possibilidade de cadastrar cartões de transporte público nos moldes do Bilhete Único.

Para o Guiness

Pela primeira vez na história da criminalidade mundial, os (autores?) chantageados por crimes, procuram uma fonte financeira para pagar a chantagem e contam para que querem o dinheiro.  A fonte obviamente diz: "nisto aí eu não meto a mão." Nassiff e leitores, há poucas semanas, na véspera do segundo turno, ficávamos aqui a espera de bala de prata que tinha que aparecer nas últimas horas da campanha.  Não tinha bala de prata nenhuma, ou melhor, ela já tinha sido disparada meses antes (ação 470) e atingiu o pé do pistoleiro. Acho que a coisa está acontecendo de novo - a Veja continha a fazer suas reportagens para quem não tem mais jeito.  A repercussão é ZERO.  Claro que existiram Honduras, e Paraguai e até mesmo tentativa na Venezuela. Sem desprezar seus povos (na Venezuela não foi bem assim), o Brasil vive um momento diferente. Não só estamos mais mobilizados (a retumbante e acachapante vitória de um "poste" em S.Paulo, saindo do anonimato poucos meses antes da eleiçã…

Bambolê: afina a cintura e ajuda você a perder peso

Existem vários tipos de exercícios físicos praticados com bambolê. O mais tradicional, onde a pessoa equilibra o círculo de plástico na cintura, é o de menos impacto e proporciona em média um gasto calórico de 40 calorias a cada 30 minutos. Já naqueles em que a pessoa pula entre os arcos, o gasto calórico chega a dobrar e os benefícios são maiores. "Quando exigem saltos, há um aumento da frequência cardíaca e pode-se perder até 100 calorias em 20 minutos", explica o personal trainer.   Quadril soltinho só no bambolêUma das principais indicações do uso do bambolê é para soltar os quadris. A exemplo da ex-miss Brasil Nathalia Guimarães, muitas pessoas aliam aulas de dança com exercícios de bambolê para deixar o quadril mais cheio de gingado. Segundo o personal trainer Edson Ramalho, isso acontece porque ao usar o bambolê, tiramos do centro de nosso corpo as tensões, fazendo com que a pressão comum no local vá embora e deixe o quadril mais soltinho. 
Pule de círculo em círculo e …

Solércia inaudita

Manda a tradição que o eleitor brasileiro vote em pessoas em lugar do ideário deste ou daquele partido. De resto, os partidos nas nossas latitudes sempre funcionaram como clubes recreativos de uma ou outra turma graúda. Se alternativa digna houve, foi o PT, mas durou pouco. No poder, portou-se como os demais. Unidos. A maior personalidade da história política brasileira e quem lhe segue os passos. Foto: José Cruz/ABr Deste ponto de vista, as eleições municipais recém-encerradas com o segundo turno mantiveram-se no leito antigo. Mudou, porém, o peso das lideranças capazes de influência decisiva. Lideranças autênticas, diferentes daquelas forjadas pelo populismo mais desbragado, tão frequentes no passado, mesmo recente. Refiro-me, em primeiro lugar, ao ex-metalúrgico e ex-presidente Lula, que evoluiu do palanque da Vila Euclydes para a plateia mundial. Neste pleito, Lula confirmou o que já é do conhecimento até do mundo mineral, tirante a mídia nativa. Trata-se da personalidade mais forte …

Marcos Valério: "E agora, o que eu faço"?

A revista ‘Veja’ e a crosta que orbita em torno dela decidiram que o Brasil é um parque de diversões do conservadorismo decadente.

Um ‘focinho de porco’ onde se vende desde o elixir da juventude dos livres mercados, a tucanos sábios e o túnel dos horrores da esquerda.

Tudo meio gasto, decrépito, exalando picaretagem e golpe.

Um dos caça-níqueis do negócio é a barraquinha do ‘tiro ao Lula’. Pouca demanda. Pintura descascada e balcão sujo.
Para animar a freguesia, Veja & a crosta volta e meia instalam Marcos Valério no meio a clientela; ele faz uns disparos com a espingardinha de rolha.

Atrás da cortina colunistas isentos sacodem os bonequinhos de Lula, fingindo que a rolha desta vez acertou. Tudo um pouco capenga.

Às vezes sacodem o bonequinho antes do tiro e continuam sacudindo depois, sem parar, mesmo sem nenhum disparo.

Valério franze o cenho e olha em volta, como se perguntasse – ‘E agora, o que eu faço?’

Os patrocinadores tentam compensar o descrédito com decibéis, alardeiam prêmios mil…

Veja: Lula o maior corrupto da história da humanidade

Até quando será tolerado no Brasil que a mídia publique acusações graves sem nenhuma prova? E lá vem ele de novo E lá vem ele de novo, Marcos Valério. Pobre leitor. Mais uma vez, o que é apresentado – a título de “revelações” – é um blablablá conspiratório e repetitivo em que não existe uma única e escassa evidência. Tudo se resume às palavras de Marcos Valério. Jornalisticamente, isso é suficiente para você publicar acusações graves? Lula, no Planeta Veja, já não é apenas o maior corrupto da história da humanidade. Está também, de alguma forma, envolvido num assassinato. Chamemos Hercule Poirot. Se você pode publicar acusações graves sem provas, a maior vítima é a sociedade. Não se trata de proteger alguém especificamente. Mas sim de oferecer proteção à sociedade como um todo. Imagine, apenas por hipótese, que Marcos Valério, ou quem for, acusasse você, leitor. Sem provas. Numa sociedade avançada, você está defendido pela legislação. A palavra de Valério, ou de quem for, vale exatamente o qu…

O país que eles mandavam não existe mais

Pouco antes do segundo turno das eleições presidenciais de 2006, o sujeito viu a manchete do jornal na banca e não se conformou.

"Esse aí, só matando!", disse ao dono da banca, apontando o resultado da última pesquisa Datafolha que apontava a reeleição de Lula. Passados seis anos desta cena nos Jardins, tradicional reduto tucano na capital paulista, o ódio de uma parcela da sociedade _ cada vez menor, é verdade _ contra Lula e tudo o que ele representa só fez aumentar. Nem se trata mais de questão ideológica ou de simples preconceito de classe. Ao perder o poder em 2002, e não conseguir mais resgatá-lo nas sucessivas eleições seguintes, os antigos donos da opinião pública e dos destinos do país parecem já não acreditar mais na redenção pelas urnas. Montados nos canhões do Instituto Millenium, os artilheiros do esquadrão Globo-Veja-Estadão miraram no julgamento do chamado mensalão, na esperança de "acabar com esta raça", como queria, já em 2005, o grande estadista nativ…

O que Marcos Valério não quer contar a justiça

O publicitário mineiro faz questão absoluta de não contar a VGR - Vazadoria Geral da República -: Quanto foi a "contribuição" para campanha de reeleição de Fernando Henrique Cardoso em 98Quanto foi a "contribuição" para campanha de Eduardo Azeredo ao governo de Minas em 98 Quanto foi a "contribuição" para campanha presidencial de José Serra em 2002Quanto foi a "contribuição" para a campanha de Geraldo Alckmim ao governo de SP em 2002Quanto foi a "contribuição" para a campanha de Aécio Neves ao governo de Minas em 2002 Sobre as "contribuições" que ele fez aos outros 153 políticos da Lista de Furnas...ele pode citar, um aqui outro acolá

O sonho da oposição para 2014

Leio, escuto, vejo políticos, jornalistas, colunistas e especialistas políticos conjecturando sobre quem seria o vice de quem em 2014? A chapa seria:

Aécio/Campos ou Eduardo/Neves? Acho é graça de quem leva isso a sério.
O sonho da oposição a Lula/Dilma e principalmente ao PT é o seguinte: Aécio Neves e fulano candidatos pelo PSDBEduardo Campos e beltrano candidatos pelo PSBMarina Silva candidata por qualquer partido Assim - imaginam - garantir o 2º turno. 
No 2º turno o que tivesse chegado lá, teria automaticamente o apoio dos outros.
E juntando B + C+D = Lula/Dilma e o PT derrotado.
É possível acontecer isso? 
É. Tudo é possível!
Mas, tem um porém. Antes tem de combinar com nospovo.

Recado em branco e preto

A verdade sempre prevalece. É apenas uma questão de tempo

Tão próximas e tão opostas  O Rio fazia o máximo de sensacionalismo, inclusive com falsificações, nos seus anos críticos de violência urbana. São Paulo procurou esconder e negou sua presença entre os Estados onde, nos últimos 30 anos, foi ou é mais virulenta a epidemia da criminalidade. O governo paulista persiste no erro, de consequências sempre graves.

É recente a abertura de espaço na imprensa rica de São Paulo para ocorrências criminais e problemas da segurança paulista e, mais ainda, paulistana.
No Rio, o sensacionalismo leviano, e muito infiltrado de objetivos políticos, atrapalhou os esforços intermitentes de ação governamental contra a disseminação da violência, e afundou a cidade e sua imagem em mitologias destrutivas.
Em São Paulo, a longa omissão jornalística, por mera vaidade provinciana, deixou sua contribuição para a insegurança continuada, ou mais do que isso.
A omissão jornalística dos assuntos de dimensão social resulta na omissão das pressões políticas e administrativas i…

Prato do dia

Carne assada Ingredientes
2 kg de lagarto1 lata de creme de leite1 garrafa de cerveja escura2 tabletes de caldo de carneComo fazer Frite o lagarto até dourar na panela de pressão,acrescente o creme de leite, a cerveja escura e os tabletes de caldo de carne.Tampe e cozinhe até ficar macia. Se desejar depois engrosse o molho que ficou na panela com 2 colheres de amido de milho.Importante: a carne não é temperada antes, somente dourada.

O seletivo Marcos Valério

É muito seletivo o Marcos Valério.
Parece escolher a dedo o que falar para levantar o interesse do STF e do PIG em troca da sua "delação" premiada. As verdades sobre a sua origem, o seu recrutamento em Brasília por Pimenta da Veiga e o treinamento nas hostes tucanas parecem nem importar. A sua delação seletiva possui um tempo próprio e até um cadáver próprio (Celso Daniel ao invés da "modelo" de Minas Gerais). Por qual razão? Ele realmente não tem medo do Lula ou do PT, Valério tem medo exatamente das pessoas, partidos e esquemas que ele teima em omitir, pois daí sairia o seu pior castigo ou, eventualmente, a sua garantia de sobrevivência. Isso ficou provado no episódio com Roberto Brant (ex-PFL, MG), quando este último indicou que o seu "mensalão" era apenas dinheiro de campanha aportado pela Usiminas, da parte do próprio Presidente desta empresa. Valério na hora foi à mídia para falar que não era verdade, tentando livrar a cara da Usiminas. Na visão do Valé…