Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 4, 2010

UM DIA APRENDI

Aprendi que, por pior que seja um problema
ou uma situação, sempre existe uma saída.
Aprendi que é bobagem fugir das dificuldades.
 Mais cedo ou mais tarde,
será preciso tirar as pedras
do caminho para conseguir avançar.
Aprendi que, perdemos tempo nos
preocupando com fatos que
muitas vezes só existem na nossa mente.
Aprendi que, é necessário um dia de chuva,
para darmos valor ao Sol.
 Mas se ficarmos  expostos muito tempo, o Sol queima.
Aprendi que , heróis não são aqueles
que realizaram obras notáveis.
Mas os que fizeram o que foi necessário ,
 assumiram as consequências dos seus atos.
Aprendi que, não vale a pena se tornar
indiferente ao mundo e às pessoas.
 Vale menos a pena, ainda, fazer coisas para conquistar migalhas de atenção.
Aprendi que, não importa em quan…

A VIDA

A vida é como uma corrida de bicicleta,
cuja meta é cumprir a Lenda Pessoal.
Na largada,estamos  juntos,
compartilhando camaradagem e entusiasmo.
 Mas,à medida que a corrida se desenvolve,
 a alegria inicial cede lugar aos
verdadeiros desafios: o cansaço,
a monotonia, as dúvidas quanto à própria capacidade.
 Reparamos que alguns amigos desistiram do desafio,
 ainda estão correndo,mas apenas porque
não podem parar no meio da estrada.
 Eles são numerosos, pedalam ao lado do carro de apoio,
 conversam entre si, e cumprem sua obrigação.
Terminamos por nos distanciar deles;
 e então somos obrigados a enfrentar a solidão,
as surpresas com as curvas desconhecidas,
os problemas com a bicicleta.
Perguntamo-nos finalmente se vale a pena tanto esforço.
Sim, …

SOS Direitos Humanos

SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE 
"As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
têm direito inalienável à Verdade, Memória,
História e Justiça!" Otoniel Ajala Dourado

O MASSACRE DELETADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA

No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do "Araguaia", foi a CHACINA praticada pelo Exército e Polícia Militar em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, cujo líder religioso era o beato "JOSÉ LOURENÇO GOMES DA SILVA", paraibano negro de Pilões de Dentro, seguidor do padre CÍCERO ROMÃO BATISTA, encarados como "socialistas periculosos".

O CRIME DE LESA HUMANIDADE

O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na "MATA CAVALOS", SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, cria…