Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 17, 2013

José Dirceu: Manifestações representam força renovadora

Hoje, o Movimento Passe Livre volta às ruas para protestar contra o aumento nas tarifas do transporte público. Há outros atos previstos para esta semana. As manifestações continuam e vão crescer. Delas temos que tirar lições, reformar as polícias e os transportes públicos.
Mas também precisamos entender o caráter dos protestos, que vão além do preço e da qualidade dos transportes. É uma nova juventude exigindo mudanças políticas e culturais. Uma oportunidade para o PT e os nossos governos mudarem a forma de se comunicar.

São as redes e a web o principal instrumento de comunicação dessa juventude. O que a une e lhe serve de comunicação são a cultura, a produção e a manifestação. Assim, temos que mudar nossa forma de nos comunicarmos e dar à cultura em nossos governos – ao lado da melhoria das condições de vida – a prioridade que a juventude exige.

Dialogar e abrir novos espaços de participação, já que a repressão pura e simples, como vimos em São Paulo e em outros Estados, não levará a…

Comentário de Caroline sobre a postagem

"Dizem que o "Brasil acordou"": 
Não é bem assim. Quem vai para boca dos estádios está protestando pela saúde, educação e todo o resto que não está bom. Afinal, sabemos muito bem que o dinheiro da copa deixou hospitais em miséria e tudo mais. Então, não é bem assim, não sabem para que lado atiram. Hoje, não será por 20 centavos em São Paulo, será o mesmo grito que ecoou em Brasília. Vi em Brasília, confesso que tenho medo das ruas, ao contrário do que dizem: eu vou porque tenho filhos para sustentar, eu penso que com violência, posso deixá-lo exatamente sem sustento. Mas vi o protesto, todos sabiam bem porque protestavam. Alienados existem, né? Tanto que quebram o patrimônio deles mesmo e nem tudo é culpa da polícia. Uma pessoa jogou um cão feroz contra um policial já de câmera fotográfica na mão, como ele disse, esperando o chute! E para surpresa o policial fez pior, jogou spray de pimenta no cão para o deleite dos facenautas. Quem na verdade colocou o cão em risc…

Dizem que o "Brasil acordou"

... Que bom!  Mas deveria ter lido um pouquinho antes de ir para as ruas. Um pouquinho de teoria antes das lições práticas não faz mal a ninguém.
Dizem que a manhã será o "dia do basta". Eu me pergunto: basta de que?
Basta de Bolsa Família? Basta de Ciência Sem Fronteiras? Basta de Pronatec? Basta de Mercosul?
Sim, porque tá na cara que não são mesmo só os 20 centavos a causa disso tudo. O buraco é mais embaixo. E os objetivos são muito maiores. Será que o "dia do basta" é uma tentativa desesperada de ressuscitarem o "país de bosta" que ficou no passado? O país que tirava os sapatos no aeroporto de Washington? O país que ia de pires na mão esmolar diante do FMI? O país que ficou no escuro do apagão e que foi completamente rapinado nas PRIVATARIAS TUCANAS? Ver jovens (e falar dessa maneira tá me fazendo me sentir um velho), mas enfim, ver jovens lutar só na base do entusiasmo, do voluntarismo, da energia juvenil, e sem demonstrar uma compreensão real das motivaç…

Transporte público

Fortaleza

O vazio da frustração

Por Carlos Chagas De quando em quando surpreendem-me cobranças de gente séria, amigos e companheiros de longa data, alguns até indignados com comentários de minha lavra, cáusticos para com o ex-presidente Fernando Henrique. Afinal, durante longos anos admiramos a trajetória do Príncipe dos Sociólogos, personalidade que emergia dos porões da ditadura como esperança bem nascida para o Brasil superar os tempos bicudos e obscuros do pensamento único e do enquadramento de nossa sociedade nas jaulas do obscurantismo. Afinal, de jovem participante da campanha do “Petróleo É Nosso” ao professor universitário que contestava o modelo imposto pelo capitalismo selvagem do chamado “Mundo Livre”, sem radicalismos, ele apontava novos rumos para o Terceiro Mundo. Nada de aventuras inspiradas pela justa indignação dos oprimidos de armas na mão, mas um roteiro social aberto à construção do futuro comum onde a Humanidade prevaleceria sobre o egoísmo das elites ensandecidas pela loucura do lucro a qualque…

MPL: o novo assusta

Para entendermos acontecimentos históricos e seu real alcance, o distanciamento trazido pela passagem do tempo geralmente nos dá maior clareza. As recentes manifestações contra o aumento das passagens de ônibus em todo o Brasil mobilizaram milhares de jovens e ainda estamos vivendo o calor deste momento, infelizmente colorido com cenas de bárbara violência orquestrada pela PM de São Paulo. Isso pode dificultar entendermos o que acontece de maneira objetiva.
Para tentar entender as origens desta mobilização pesquisamos na Wikipédia (que sabemos nem sempre ser uma fonte confiável, mas a única com informações históricas disponíveis no momento) seu texto nos diz que o movimento surgiu a partir de manifestações populares contra o aumento de ônibus em Salvador em 2003, que teriam sido encampadas pelo movimento estudantil e parcialmente atendidas. O movimento passa a existir oficialmente a partir do V Fórum Social Mundial em 2005. Seus princípios seriam o apartidarismo, a independência e a ho…