Morojás

"Em seis anos, o Judiciário gaúcho pagou R$ 503.281.821,49 a 1,2 mil magistrados na ativa e aposentados, uma média de R$ 415 mil a cada membro. Os dados são do TJ. O valor total é maior do que o investimento aplicado pelo governo em melhorias em todo o Rio Grande do Sul em 2015, calculado em R$ 410 milhões", Zero Hora.

Releia: mais de meio bilhão de reais, num estado que está quebrado, parcelou o pagamento dos servidores e cortou gastos em educação e saúde.

Mas Suas Excelências não estão fora da lei:  "o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, no ano 2000, que seus ministros também deveriam receber o auxílio". Logo, por extensão, todos os juízes têm direito.

Como, no Rio Grande do Sul, o pagamento começou dez anos depois da decisão do Supremo, os magistrados recebem, em média, cerca de R$ 10 mil por mês de "atrasados".

É comovente como os nossos "homens da lei" se preocupam com sua imagem, ao ponto de processarem os jornalistas que divulgam o quanto ganham.

Mas o Brasil é o país dos milagres e da cara de pau.

Ainda outro dia, o governador gaúcho gravou um vídeo anunciando que seria "antecipado" o pagamento de parcela do 13° salário…mas do 13° do ano passado…