Mais um delator confirma propina para líder de Temer no Senado

Aloysio Nunes Ferreira (Psdb-SP), líder do traíra e golpista Michel Temer no Senado foi mais uma vez acusado de receber propina em sua campanha para o Senado em 2010. Primeiro foi Ricardo Pessoa, da UTC e da Constran que afirmou ter pago. Agora foi Walmir Pinheiro, ex-diretor financeiro da UTC, que confirmou a entrega de 200 mil reais. Segundo ele, o dinheiro foi entregue na sede da construtora em São Paulo para o advogado Marco Moro.  Mas, que ninguém se anime, isso para a quadrilha de Curitiba não vem ao caso. No máximo o tucano será acusado de caixa 2. 

Corja!
Postar um comentário

***