Lula e Dilma barrados no baile

A presidente eleita Dilma Rousseff participou, nesta terça (23), do Ato em Defesa da Democracia e dos Direitos Sociais, em São Paulo; no encontro, que reuniu centenas de pessoas, Dilma disse que o golpe em curso no país é "um ataque de parasitas à árvore da democracia"; "Eles assumem lentamente o controle de partes da árvore", disse; ela também falou da sua decisão de ir ao Senado se defender. "Eu vou no Senado, poque eu acredito na democracia desse país. Eu devo isso ao povo brasileiro. Vou lá não porque acredito na beleza de meus olhos. Tenho absoluta clareza do que estão fazendo. Sei que é injustiça. Minha presença é muito incômoda, extremamente incômoda", afirmou; ela lamentou ainda o fato de não ter participado dos Jogos Olímpicos do Rio:

"Eu e Lula fomos esquecidos. Organizamos os móveis, a casa, e no dia da festa nos proibiram de entrar na festa", disse

Postar um comentário

***