Michê prende e arrebenta, quando vai prender Cunha?

O Ministro (sic) Moraes foi fazer boca de urna em Ribeirão Preto e prendeu o Palocci num comício.

O ex-ministro Aragão, que desmontou oscastelos teóricos, do Dallagnol, um idiota, classificou o ato de Moraes de irresponsável ou incompetente.

A verdade é que Moraes demonstra inequivocamente que a Polícia Federal voltou a ter chefe.

Não tinha chefe quando o Ministro da Justiça era o  e, ex-advogado de Daniel Dantas, dela era refém.

Tanto que o Daiello, chefe da PF do zé, é o chefe da PF do Moraes.

Precisa desenhar, amigo navegante?

Tanto tem a PF um chefe que nela manda e desmanda que, outro dia, ele foi a Curitiba, saiu numa photo opportunity (êpa! Opportunity!) com a Lava Jato e o Conversa Afiada perguntou singelamente: será que ele foi dizer que a mulher do Cunha não deve ser presa?

Uma dúvida procedente!

O Dr. Moro não achava o endereço da mulher do Cunha.

E até hoje a moça desfila no Rio, entre restaurantes e shopping centers, a comprar bolsas e sapatos.

A detonar a grana da corrupa!

Porque, afinal, seguiria esse irresponsável raciocínio, não se pode atiçar o ódio do Cunha…

Quem sabe ele ele cospe os feijões do Traíra?

Como diz o Ciro Gomes, os dois, Cunha e Traíra, eram sócios na instalação de jabutis em Medidas Provisórias…

Finalmente, temos uma PF com chefe!

Viva a República!

Porque polícia sem chefe era a do Delegado Fleury - e a do zé!

Depois reclama de ter levado um Golpe pelas costas!

Em tempo: Moraes foi advogado do Cunha até ser nomeado Secretário de Segurança Pública do "Governo" Alckmin.

Que coincidência!

PHA


Moraes, ex-advogado de Cunha, ao lado dos lavajateiros (Moro usa capa preta).