Avacalhação da PF

Polícia Federal concluiu que o apelido "picolé de xuxu", que consta numa planilha de pagamentos de propina apreendida com funcionários da Odebrecht, não faz referência ao governador Geraldo Alckmin (Psdb/SP).

É o que afirma o despacho que também concluiu que o codinome "JS Careca" não se refere ao ex-governador José Serra.

Há respaldo probatório e coerência investigativa em se considerar que os apelidos não tem nada a ver com os tucanos paulistas. O mesmo se aplica a alcunha de "garoto do Rio" que a polícia federal nega com veemência ter algo a ver com Aécio Neves.

Despacho melhor não seria assinado pelo Sensacionalista.

Postar um comentário

***