Para a quadrilha roubar é normal

Em entrevista ao Roda Morta, diante de uma bancada de jornalistas canalhas, Michê Temer afirmou que uma eventual prisão do ex-presidente Lula traria "instabilidade" ao Brasil devido à ação de movimentos sociais; no programa, Temer disse considerar normal ter pedido R$ 10 milhões a Marcelo Odebrecht em pleno Palácio do Jaburu; ele também disse não estar preocupado com o cheque de R$ 1 milhão da Andrade Gutierrez para sua campanha que, segundo o delator Otávio Azevedo, foi fruto de propina; na entrevista ele voltou a provocar os estudantes, ao dizer que os protestos contra a PEC 55, que congela gastos por 20 anos, seriam simplesmente "físicos" e sem conteúdo argumentativo.

Enquanto isso a quadrilha de Curitiba enche os bolsos e desemprega milhões de trabalhadores.

Corja!