Separando o joio do trigo - que saim todos os Tarso Genro do PT

Não bastassem as manipulações e injustiçasda Lava Jato, da guerra suja da imprensa, do golpe do impeachment e das regras eleitorais restritivas, o PT e os petistas têm também que conviver com entrevistas semanais de membros do partido fazendo críticas públicas e ameaçando sair do PT.

Mais uma vez o Estadão, que tem primado pela linha política fascista, ser porta-voz dos manipuladores da Lava Jato e tem se pautado pela baixaria contra Lula e o PT, mais uma vez o Estadão abre grande espaço para entrevista de Tarso Genro.

Vou transcrever o artigo de capa do jornal 
para ninguém dizer que estou manipulando:

"Se o PT não fizer debate profundo, pessoas vão sair"

Entrevista TARSO GENRO, ex-governador do Rio Grande do Sul

"Ideólogo da tese de refundação do PT,
lançada após o mensalão e revivida agora, ex-governador gaúcho defende autocrítica radical no partido.

Para ele, o PT deve assumira responsabilidade
por erros cometidos por dirigentes em nome da legenda e apontar quem se beneficiou pessoalmente. Sem essa autocrítica, avalia, várias lideranças importantes devem sair."

***
O PT nunca ficou refém de lideranças narcísicas

O PT foi criado a partir da militância das Comunidades de Base da Igreja Católica, da militância sindical, estudantil, dos movimentos sociais, dos acadêmicos progressistas e, principalmente, da luta contra a ditadura militar, em defesa da Democracia e das liberdades de organização e manifestação. O PT, desde o início fez questão de deixar claro de que era diferente dos partidos comunistas e que era socialista-democrático.

Desde o início do PT sempre muita gente entrou e muita gente saiu.
Saíram deputados e senadores, saíram prefeitos e ex-prefeitos, como saíram militantes de base. Mas, o partido sempre cresceu, principalmente com a liderança de Lula.

O PT e suas lideranças acertaram muito e também erraram muito, faz parte do aprendizado democrático e participativo. Pessoas como Tarso Genro, se por um lado ajudaram o partido, também se beneficiaram muito do partido. Em todos os sentidos.

Por mais que Tarso Genro se diga "republicano", essa sua mania de ficar dando entrevista criticando o partido, ameaçando-o de deixar o partido e insinuando desconfianças em relação aos dirigentes do partido, isso é mais negativo do que positivo. Demonstra mais uma postura narcísica do que construtiva e coletiva.

Em função dessa avaliação, creio que seja mais do que o momento, quando vai se reunir a Direção Nacional do PT na próxima semana, que Tarso Genro aproveite a oportunidade e formalize sua saída do PT.

Como canta Chico Buarque, em sua bela canção, "Olhos nos olhos":

"Quero ver o que você diz,
quando ver que sem você
eu fico tão feliz..."

por GILMAR CARNEIRO

S0M3NT3 Cl1C3R S3 0 4NÚNC10 T3 1NT3R3SS4R S0M3NT3 Cl1C3R S3 0 4NÚNC10 T3 1NT3R3SS4R

***