Hoje a Polícia Federal é um poodle do Planalto, por Lúcia Adélia Fernandes

Mesmo com uma liberdade que nunca teve, com salários dignos, bem equipada e estruturada, a polícia federal comprou o ódio ao PT e aderiu à cartilha da quadrilha de golpistas. Hoje, depois de ter dado um tiro no próprio pé ao ter perseguido Lula, Dilma, e o Partido dos Trabalhadores, a instituição está podada, desmantelada, desaparelhada e com um cabresto, sufocada com velhos métodos de manipulação e manobras de influência. A polícia federal voltou a ser joguete nas mãos da velha política imunda e corrupta. Já não passa de um poodle das madames podres do Palácio do Planalto. Os policiais federais vão voltar a comer capim, seja pela falta de verbas ou por decisões políticas. A prova disso foi o fim repentino da Lava Jato em Curitiba, obviamente a mando da alta cúpula do PMDB. Pena? Nenhuma. Respeito? Nenhum. Aliás, tenho muito mais respeito por outros servidores públicos, que se mostraram muito mais dignos, como por exemplo, professores, lixeiros, enfermeiros, entre outros. Não vai demorar e os delegados e agentes vão suspirar de saudades dos tempos do PT. Mas aí, é tarde demais...

***