Izabel Dias Machado - que tipo de gente é essa?

Nem um pingo de indignação quando Aécio voltou pro Senado, APESAR DAS PROVAS.
Nada, nem um pio, quando Temer estava comprando descaradamente votos no Congresso para se proteger.
Nem  uma lágrima derramada quando mulheres grávidas e lactantes perderam direitos com a cruel reforma trabalhista do Temer.
Nem um sentimento de indignação quando as mulheres de Cunha e Cabral apesar das provas foram inocentadas por Moro.
PORÉM , comemorações e alegria esfuziante quando Moro condenou Lula SEM PROVAS a nove anos e meio de prisão.
Condenação essa que foi uma alusão à deficiência física do ex-presidente. Muitos adoraram essa "brincadeirinha" do juiz que, aliás, conhece como ninguém a plateia que possui.

Postar um comentário

Um blog comum, igual a todos, diferente de cada hum