***

MTST tem obrigação de ocupar os apartamentos de Lula

O proprietário liberou, o que o Mtst espera para ocupar o triplex e o apartamento em São Bernardo do Campo?... E o MST não vai ocupar a chá...

Ódio de classe, por Pedro Nunes

"Vamos tirar um negócio da frente aqui: o ódio ao Lula é ódio de classe, não é ódio político. Não interessa o que digam.
Não tem a ver com aversão à corrupção. Calheiros não está sujeito a um décimo das coisas que se diz sobre Lula. Tampouco Alckmin ou Aécio.
Não tem a ver com ser do PT também. Não tratam Suplicy ou Haddad nos mesmos termos e com a mesma virulência.
Não pode ser por ser de esquerda, pois ninguém age da mesma maneira com Ciro Gomes, Glauber Braga, Plínio Sampaio.
ELIMINADAS todas essas semelhanças, e considerando a diferença de tratamento, É ÓDIO DE CLASSE.
Lula é ridicularizado por beber cachaça. Por um aleijão irrelevante. Pelo jeito como fala.

Características DE CLASSE, não políticas.

Críticas políticas COERENTES ao Lula, só vi mesmo partindo da esquerda. Da direita é ódio de classes, defesa de espaços antes exclusivos.

O PT não inventou o ódio de classes, mas acirrou, ao colocar um representante do que há de mais achacado pra debater com "doutores".

O sentimento geral sobre Lula pode ser resumido em uma frase:

"Olha só a audácia desse filho da puta"

Sempre dirão o contrário, lógico.

Não se engane. Não se deixe enganar.

NÃO SE TRATA de uma defesa da inocência de Lula, ok? Falo das diferenças de tratamento. Culpa ou inocência são irrelevantes pra essa gente.

Lula ser julgado por moro e achincalhado por Dória causa todo esse tesão nessa galera porque, pra eles, é o mundo voltando a fazer sentido.

O proletário tendo que baixar a cabeça diante do empresário rico e do sulista arrogante."