Schadenfreud, por Pedro Estevam Serrano

A humilhação a que Geddel foi exposto não é apenas inconstitucional , revela uma imensa perversão coletiva, um desejo de torturar , de fazer o outro sofrer e se divertir com isso. Schadenfreud dizem os alemães , deficiencia de carater e de humanidade digo eu .

A parte da sociedade brasileira  que obtem gozo com esse tipo de sofrimento intenso e os agentes  que promovem esse espetáculo medieval me causam engulhos, infinitamente mais que qualquer gravação de negociata. Essa onda moralista, raivosa e reacionária , traduz o autoritarismo mais imoral , o mal extremo e banal , o monstro que nos habita e muitos passam a vida sem exorciza-lo.

***