***

MTST tem obrigação de ocupar os apartamentos de Lula

O proprietário liberou, o que o Mtst espera para ocupar o triplex e o apartamento em São Bernardo do Campo?... E o MST não vai ocupar a chá...

Banco Credit Suisse - uma mala com 500 mil tapas e ironias para Quadrilha de Curitiba


Resultado de imagem para banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger

Roberta Luchsinger, herdeira da família que fundou o Banco Credit Suisse, resolveu dar um tapa na cara do Judiciário, Ministério Público e na quadrilha de Curitiba, vai doar uma mala com dinheiro e objetos no valor de 500 mil reais.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo ela soltou estas pérolas:
(...) Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele.
(...) é indevido esse protagonismo político da Lava Jato, que fere o sistema de pesos e contrapesos entre os poderes da República.
(...) Foi o último cheque que recebi dele e vou repassar integralmente ao Lula. Agora, já podem dizer que ele tinha conta na Suíça, aquela que os procuradores da Lava Jato tanto procuraram e não acharam.
(...) Independentemente de ser ou não candidato, este dinheiro vai permitir a Lula sair pelo Brasil espalhando esperança. Não podemos perder a crença na política. Precisamos de união.
Jornal GGN - Ela também doará a Lula uma bandeja de prata com o brasão da família Luchsinger, como "um protesto pelo confisco dos presentes que Lula recebeu de chefes de Estado quando estava na presidência".
 
Numa mala, ela ainda colocou um relógio Rolex (R$ 100 mil), um anel de diamantes da joalheira Emar Batalha (R$ 145 mil), uma bolsa Chanel (R$ 32 mil), um par de sandálias Christian Louboutin (R$ 3 mil) e um vestido Dolce & Gabbana (R$ 30 mil). Ela sugeriu que Lula possa penhorar os bens e reverter em crédito pessoal.
***