Pular para o conteúdo principal

Ninguém solta a mão de ninguém, por Marcelo Mendonça

***
- Vocês sabem a origem do "Ninguém solta a mão de ninguém"? 
- Não!
- Então vou contar: - Essa era a frase de medo, de pavor que a gente falava, ouvia e ecoava nos barracos improvisados onde funcionava o Curso de Ciências Sociais da USP, nos Anos de Chumbo. De noite, quando as luzes das salas de aula eram repentinamente apagadas, os estudantes buscavam as mãos uns dos outros e se agarravam ao pilar mais próximo. Depois, quando as luzes acendiam, faziam uma chamada entre eles. Muitas vezes acontecia de um colega não responder, pois já não estava mais lá...

Vida que segue, voltas que a vida dá (...) mas de repente, não mais que de repente as coisas mudam de lugar e quem perdeu volta a ganhar...

Comentários