Pular para o conteúdo principal

Pastor Mike Vieira: sobre minha visita ao ex-presidente Lula

Estive na prisão e fostes ter comigo. (Mateus 25, 36).

Ao longo de anos servindo ao Senhor visitando presos no sistema carcerário brasileiro, busquei cumprir o chamado de Jesus de reconhecer no encarcerado à sua Imagem e Semelhança. Como muitos que me acompanham já sabem, fui visitar o ex presidente Lula, agora na condição de preso em Curitiba. Contudo, recebi inúmeros ataques de evangélicos por ter simplesmente cumprido meu papel como um pastor que segue a Cristo.
Como todos sabem também, tal medida contra o ex presidente é controversa do ponto de vista jurisdicional, onde há inúmeras opiniões tanto contrária como a favor de sua prisão. Nesse sentido, expressei a opinião que considero correta. Para mim, Lula é um preso político, assim como o apóstolo Paulo também foi em dado momento de sua vida em um contexto que englobava outras figuras que foram presas por defenderem uma causa como Mandela e Luther King.
Repare, não disse que Lula  é um novo apóstolo da bíblia ou evoquei nada que chegasse perto de idolatria a esse personagem da vida política que é o ex presidente Lula.
Porém, não sei se por má fé, falta de vontade ou mesmo desonestidade intelectual,  evangélicos fundamentalistas atribuíram a essa fala um culto à personalidade em favor de Lula.
Ora, como cristão comprometido com a bíblia, sei a quem meus joelhos devem se dobrar e a quem meus lábios e minha vida confessam como Senhor e Salvador: Jesus Cristo.
Se manifestei uma posição pessoal sobre o que acho do processo que levou Lula a essa situação de aprisionamento, o fiz como qualquer cidadão tem o direito de emitir.
Contudo, o patrulhamento ideológico de certos setores da igreja brasileira vê como um escândalo um pastor visitar um preso. Há algo de muito equivocado e que destoa do evangelho de Jesus de Nazaré.
Ao evangélicos que viram nessa visita uma afronta, só tenho uma coisa a dizer: Jesus ama a quem você odeia. Jesus ama o Lula. Jesus ama gente que não compartilha de suas posições políticas. Jesus simplesmente ama. Se isso te incomoda, então você tem a opção de se arrepender ou de fazer o enorme favor de não mais se afirmar como seguidor Dele.
Continuarei meu ministério dentro e fora dos presídios ofertando aquilo que o evangelho me presenteou: o conforto e a graça que vem do amor de Deus.

Em Cristo,

Pastor Mike Vieira

Comentários