Reestruturando Machado de Assis

Dois horizontes norteiam nossa existência:

Um horizonte é a morte, saudade de quem não há de voltar.

O outro horizonte é o nascimento, esperança de que nunca há de nós deixar.

Nesse intervalo, que chamamos de vida, aprendemos que de fato, nascer e morrer são apenas faces da mesma moeda.

Postar um comentário

***