Conteúdo de Qualidade Superior

Tereza Cruvinel - mecenato virou crime







A jornalista e colunista do Brasil 247 relembra aos esquecidinhos e midiotarios da Folha de São Paulo, que a reforma no Palácio do Alvorada foi um pedido público do então presidente da República Luis Inácio Lula da Silva, em 2004, a 22 empresas privadas, que criaram uma associação e gastaram no total 15 milhões de reais, para realizar reparos na residência Oficial do Presidente da República do Brasil, que foi inaugurada em 1960 e jamais havia sido reformada. Agora a Odebrecht, que ficou com a responsabilidade de consertar a piscina, está sendo criminalizada. A pergunta que fica é: As demais 21 empresas também serão acusadas ou "Isso não vem ao caso?"