Judiciário e Ministério Público os + corruptos dos poderes! Corrompem a ideia, o ideal de Justiça

Os Brasis

Ou a ruptura do Stalingrado
por Arkx
o cerco a Stalingrado foi rompido. a farsa do golpeachment está desmascarada. os golpistas perderam a batalha das ruas. Ficou totalmente exposto qual o projeto de país da plutocracia brasileira. um Brasis como mera capitania hereditária propriedade de uma lumpenburguesia irrecuperável. como o choque de realidade implementado pelo governo usurpador se encarrega de comprovar, já não haverá nenhum país. restará apenas uma neo-colônia com a economia devastada, conflagrada socialmente e sem qualquer estabilidade política. um país inviável com uma população amputada de sua cidadania.

os golpistas acreditaram piamente em sua farsa. tomaram por autênticas suas ocas palavras de ordem. enganaram a si mesmos com seu projeto oportunista. por isto agora estão tão perdidos. Vagam em busca de um candidato. seja Dória, Luciano Hulk, Nélson Jobim ou Gilmar Mendes, todos não passam de bisonhos personagens em busca de algum autor. mas justamente autoria é o atributo que sempre faltou à plutocracia predatória deste país.

O único agente político capaz de apresentar uma solução para a crise é o Povo sem Medo nas ruas. só com o seu protagonismo social e político haverá alguma possibilidade de superação da crise. caso contrário, ainda faltará muito fundo neste poço. Daí o enorme equívoco na insistência do foco nas hipotéticas eleições de 2018, que permanecerá para sempre um ano longe demais. até mesmo porque já não há mais nenhuma solução institucional para esta crise. as instituições brasileiras foram cúmplices do golpe. o golpe será derrotado nas ruas, ou não será.

Um outro Brasis está nascendo desta explosão de vitalidade das ruas. a greve dos trabalhadores da educação de Minas Gerais é hoje a ponta de lança deste processo. a Nação está sendo conquistada na luta contra a perda de direitos, num movimento nacional profundamente capilarizado no tecido social. A periferia é o centro. o interior é a capital.

Ateadas as chamas do impeachment, o incêndio do golpe se propagou. o fogo destruidor tornou-se incontrolável, ingovernável, interminável. quantas cabeças terão que ser estar na bandeja da Lava Jato & Associados para referendar seu grande troféu: a prisão de Lula.

Eduardo Cunha, Aécio, Serra, Temer... na Guerra de Famiglias, os poderosos chefões vão sendo devorados um a um. a economia é destruída e as instituições desmoralizadas. nenhum preço é alto demais, pois a caçada a Lula justifica todos os meios, mesmo às custas de destruir o país. Enquanto isto, o que faz Lula? já assumiu publicamente que a única forma de restaurar a Democracia é anular o impeachment, punir os responsáveis e revogar todos os atos do governo ilegítimo? Obviamente que não. Lulinha Paz e Amor jamais fará isto, pois ainda aspira a algum tipo de acordo com aqueles que o estão caçando.

A verdade é que Lula já não tem mais a menor condição de se defender. mas cada um dos brasileiros em luta deve defender o que Lula representa: a ascensão do protagonismo político dos trabalhadores.

No mesmo dia em que o Brasil é tomado por manifestações contra as reformas anti-Povo e anti-Nação do governo golpista, o usurpador Temer sanciona a terceirização. Este é o momento mais dramático de nossa História: já não existe qualquer legitimidade nem no Executivo, nem no Legislativo, nem no Judiciário ou em qualquer das instituições. A lumpenburguesia brasileira assumiu definitivamente sua total incompetência em comandar este país. como nenhum vácuo pode persistir, avançamos para um impasse gravíssimo.

Não há retorno. a única saída é construir coletivamente um portal de entrada para um novo ciclo. O cerco a Stalingrado foi rompido, mas ainda haverá muito chão e muita batalha pela frente. após mais uma vitória nas ruas neste #31M, as batalhas seguintes são a construção da Greve Geral e de um definitivo 1º de Maio em Curitiba. Rumo ao bunker fascista!