***

Enquanto a quadrilha de Curitiba persegue Lula e o PT, temer sacramenta a corrupção


***
Brasil 24/7 - Comprado por temer Congresso votará a sua impunidade
Num dos dias mais indignos da história do Brasil, em que Michel Temer exonerou dez ministros por um dia e mandou um deles, Antonio Imbassahy, comprar votos de deputados no plenário, o Congresso deve arquivar a acusação por corrupção passiva apresentada por Rodrigo Janot, em razão das propinas da JBS; no momento, líderes encaminham as posições dos partidos sobre o parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), contrário à investigação; base aliada de Temer estima ter 270 votos, mais do que os 172 necessários; operação para salvar Temer, aprovado por apenas 4% dos brasileiros, custou R$ 17 bilhões, segundo a agência alemã Deutsche Welle; votação desta tarde pode sacramentar a vitória da corrupção no Brasil.