Pular para o conteúdo principal

Garoto prodígio, por Guilherme Boulos

"Não é justo usar o garoto pra tentar me atingir", disse Bolsonaro.

O "garoto" de que ele fala homenageou miliciano, empregou gente deles no seu gabinete e tem movimentações financeiras de milhões de reais sem explicação crível.
Garoto prodígio!

Guilherme Boulos

Comentários