Pular para o conteúdo principal

Venezuela: Rússia e o golpe contra Maduro

Andrei Klimovo, membro da Câmara Alta, disse que:
"A Rússia mantém reconhecimento de Nicolás Maduro como presidente legítimo da Venezuela. A posição do Estado russo permanece a mesma, Maduro foi eleito democraticamente e a vontade soberana do povo venezuelano deve ser respeitada. Não recohecemos governo de alguém que se proclama presidente de uma República sem que tenha sido eleito para excecer o cargo. Melhor outras nações não incentivaram o golpe, pode acontecer exatamente igual na Síria..."

A frase final do parlamentar russo foi um recado direto ao EUA. Com Putin o negócio é mais embaixo, viu Trump?


***

Comentários