Dallagnol e sua moralidade seletiva

Deltan Dallagnol: "Em primeiro lugar, devemos deixar de praticar as pequenas corrupções do nosso dia a dia, que acabam gerando uma tolerância com a grande corrupção."
O procurador Deltan Dallagnol
Receber acima do teto constitucional do funcionalismo público, desfrutar de mordomias e privilégios, investigar seletivamente e agora especular com imóveis construídos para cidadãos de baixa renda (Minha Casa Minha Vida) e mais, colaborar com autoridades de outro país para prejudicar o Brasil (crime de lesa-pátria), para ele e sua turma, tudo bem. Pior que ainda tem um monte de coxinhas, paneleiros e midiotários que trata eles e seus comparsas como herói.