Dilma:

Caracas - Em entrevista à TV Telesur, da Venezuela, a presidente afastada Dilma Rousseff criticou o desmonte na Petrobras executado pelo governo de Michel Temer e diz que hoje o Brasil assista à "ampliação da desigualdade" com as medidas como o congelamento dos gastos públicos e flexibilização das leis trabalhistas. Sobre Temer, diz é categórica: "Ele não tem uma política própria. Ele apenas respalda a política do PSDB. O grupo político dele está sendo desmantelado com as investigações de corrupção". Dilma voltou a aponta as eleições diretas como única saída para a crise; "O Brasil só vai se recuperar desta crise se houver eleições diretas para presidente. Porque só a eleição direta pode repactuar o País", afirmou.