Dilma denuncia a segunda fase do golpe

Guilherme Santos/Sul21

do Brasil 247 - “As pessoas perderam o seu voto e agora começaram a perder seus direitos. Com isso, o governo e a política começam a se tornar irrelevantes, abrindo caminhos para aventureiros, o preconceito e a intolerância. O aumento do nível de desigualdade torna a população mais refratária à democracia", disse a presidente deposta Dilma Rousseff, na aula inaugural do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul para um público de mais de mil alunos e professores que lotaram por completo o salão de atos da UFRGS; no evento, ela voltou a alertar sobre o risco de uma fase 2 do golpe; “Lula vem sofrendo uma sistemática tentativa de destruição que tem resultado no seu crescimento nas pesquisas. Eles ainda não têm candidato. Se não encontrarem um, tentarão evitar a realização de eleições em 2018 ou inviabilizar a candidatura Lula".




"Quem não luta pelos seus direitos, não é digno deles", Rui Barbosa

***