Quadrilha de Curitiba atrapalha delação de operador de propina para o Psdb de São Paulo

O doleiro Adir Assad preso em Curitiba-PR desde o final de 2016 tenta convencer o ministério público a aceitar um acordo de delação premiada para que ele delate os governos de José Serra e Geraldo Alckmin. 
Mas, os procuradores fazem questão de complicar. 
A defesa do doleiro cogita sugerir que ele afirme que a propina era para Lula. 
Ele apenas entregava a homens de confiança dos governadores tucanos, e estes repassavam ao ex-presidente. 
Os advogados tem convicção que dessa forma o acordo será selado imediatamente.

- Você duvida?
- Eu não!
Por que deixar para clicar num anúncio de outro blog se pode clicar Aqui?

***