TRF mantem testemunhas de defesa de Lula


"Desembargador Néviton Guedes, do TRF-1, acatou pedido da defesa do ex-presidente Lula e manteve as testemunhas arroladas pela defesa na ação de suposto tráfico de influência na compra de caças Grippen no governo da presidente Dilma Rousseff e na prorrogação de incentivos fiscais que beneficiariam as montadoras Caoa e MMC; testemunhas haviam sido negadas pelo juízo da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília; magistrado destacou que a jurisprudência do TRF é ampla no sentido de configurar constrangimento ilegal o injustificado indeferimento de prova da defesa, "o que, inclusive pode denotar pré-julgamento do magistrado em desfavor do acusado"; "A leitura trazida a estes autos deixa clara a diversidade e complexidade das condutas imputadas aos pacientes, assim merecedoras à amplitude do rol de testemunhas".

***