Pular para o conteúdo principal

Ateu, não: agnóstico


- Te dou quinhentos reais se tu souber o que quer dizer esta palavra.

- Ora, pra começo de conversa tu num tem quinhentos reais. Tô falando sério e te vem com molecagem. Acho que Deus é uma coisa, padre, pastor, monje outra. O ranço, o cheiro de mofo das igrejas me embrulham o estomago, dá nojo. tenho horror ao bafo clerical dos confessionários! O bem que a confissão pode nos fazer é o de uma catarse, um extravasamento, que a psicanálise também faz, e com mais sucesso. Estou mesmo com vontade de me especializar em psiquiatria.


- Só mesmo um doido te procuraria. Maur não pôde deixar de rir. Eduardo acrescentou:

- Você vai ter de se curar para depois curar os outros.

- É isso mesmo - concordo o outro, sério - Estou exatamente preocupado com o meu próprio caso. Já iniciei o que eu chamo de "a minha libertação".

- E o que eu chamo de "a sua imbecilização".

- Vista pela sua, que já é completa. O que eu chamo de libertação é a possibilidade de me afirmar integralmente, como homem. O homem é que interessa. Se Deus existe, posso vir a me entender com ele, mas há de ser de homem para homem.


Fernando Sabino - cronistas, escritor, jornalista e cineasta brasileiro. Nasceu em Mnas Gerais em 14 de outubro de 1923 e faleceu no Rio de Janeiro em 11 de outubro de 2004

Vida que segue...

Comentários