O judiciário apoiou o golpe

Resultado de imagem para lula e dilma*

Um dos pensadores mais respeitados no mundo atualmente, o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos não tem dúvidas de que foi implantada no Brasil uma "perseguição" seletiva contra os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff; "A opinião pública - nacional e internacional - viu claramente que a presidente da República, Dilma Rousseff, não cometeu nenhum crime de responsabilidade", diz; para o sociólogo, o Supremo Tribunal Federal teve colaboração "passiva e ativa" na execução do golpe parlamentar de 2016; "O sistema judiciário brasileiro perdeu uma oportunidade extraordinária de consolidar a democracia".