Duas Estadistas e dois golpistas ordinários

O abismo entre a reação de Dilma e Merkel e a dupla Temer/Serra à vitória de Trump e a derrota de Hillary. Compare:

Resultado de imagem para merkel e dilma

Dilma Rousseff: "A democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas. A tradição de um democrata é reconhecer a derrota, e não articular um processo golpista de impeachment sem medir as consequências para o seu país. 
Até agora a eleição americana mostra que os líderes políticos dos Estados Unidos, apesar do acirramento dos ânimos, têm consciência do importante papel do respeito aos resultados eleitorais, como define a Constituição.
Hillary Clinton mostra o espírito de uma liderança de tradição democrática. Mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral, reconhecendo a vitória de Donald Trump no colégio eleitoral. Na democracia o que importa é o respeito às regras do jogo."

Angela Merkel: "A Alemanha e a América estão unidas por valores – democracia, liberdade, respeito pelo estado de direito, dignidade das pessoas independentemente da sua origem, cor da sua pele, religião, gênero, orientação sexual ou visões políticas. Tendo estes valores como base, ofereço-me para trabalhar de perto com o futuro presidente dos EUA."

Michel Temer: "Quando alguém assume o poder, o novo presidente terá que levar em conta aspirações de todo o povo (...) Tenho certeza de que as coisas lá irão muito bem (...) o Brasil só pode tirar o chapéu e cumprimentar."

José Serra: "(...) treino é treino, jogo é jogo. O treino é a campanha. O jogo começa agora (...) Nas democracias, as decisões do eleitorado se respeitam."
Postar um comentário