Marco Maia desmente delatores

Fato
"O deputado Marco Maia (PT-RS), em 2014 em relatório numa CPI sobre a Petrobras, indiciou os hoje delatores premiados, Nestor Cerveró e Julio Camargo."

Versão:
Agora no âmbito da lava jato eles acusam o ex-presidente da Câmara de receber propina. O operador Julio Camargo citou o encontro com o petista numa casa no Largo Sul de Brasília, de propriedade da irmã do deputado. Acontece que Marco Maia não tem irmã, e aí como fica? Fica exatamente como a PF, os procuradores e Moro fizeram com a cunhada de Vaccari e também com o JD encontrado numa anotação, que serviu para condenar José Dirceu e depois passou a ser o codinome de um assessor de Palocci. 

Para a turma a favor do abuso de autoridade e fura-teto isso não vem ao caso. Importante é o que lhes interessa. O mais não vem ao caso.

Corja!