Sérgio Moro: Lula foi condenado com prova indiciária

Lula Marques/Agência PT | Paulo Pinto/Agência PT

Eis a explicação que o chefe da quadrilha de Curitiba deu para condenação do ex-presidente Lula no processo do triplex de Guarujá: "Sobre a sentença do ex-presidente, tudo o que eu queria dizer já está na sentença, e não vou fazer comentários. Teoricamente, uma classificação do processo penal é a da prova direta e da prova indireta, que é a tal da prova indiciária. Para ficar num exemplo clássico: uma testemunha que viu um homicídio. É uma prova direta. Uma prova indireta é alguém que não viu o homicídio, mas viu alguém deixando o local do crime com uma arma fumegando. Ele não presenciou o fato, mas viu algo do qual se infere que a pessoa é culpada. Quando o juiz decide, avalia as provas diretas e as indiretas".
***
Muito bem, vamos usar o mesmo argumento usado pelo togado para arguir a imparcialidade, a suspeição dele para julgar Lula: É público e notório que a família Marinho (Rede Globo) é inimiga do ex-presidente e do PT. Portanto, podemos supor que os irmãos Marinho deram o Prêmio Faz Diferença ao Savoranola do Brasil para que ele condenasse o "Nine" (apelido que ele deu a Lula). Quanto a eu ter de provar que esta é a verdade?...Isso não vem ao caso!
***

Postar um comentário

***